quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Acorde-me quando Setembro acabar...

Agosto sempre foi um mês cruel para mim. Muitas perdas, muitas mudanças, muita dor e choro. Mas Setembro me desferiu um golpe tão forte que poderia rivalizar, até superar, todas as lágrimas que já derramei. Quero só dizer algumas palavras para uma PESSOA especial, minha gatinha amada...



Eu não queria estar escrevendo estas palavras
Tendo estes pensamentos
Sentir no passado
Chorar no presente
Não queria me entregar à dor
A falta que você me faz
Ao sentimento de saudade
E ao amor não correspondido
Você partiu sem dizer adeus
E eu sei que não foi por querer
Percebi teu último suspiro
E aquele olhar
Mesmo enviesado
Atravessado como quando eu te apertava
Dizendo “Ei, e aí, o que é isso?”
Não vou mais te encontrar me esperando
Te ouvir miar me chamando
Saber que você não quer colo
Ou água na pia
Mas vou te amar mesmo assim
E a cada dia
Mesmo que em silêncio
Te desejar “Boa sorte, Charlie”
Até mais, minha Gouda

Um comentário: